Home 17-Abr-2014

Galeria de Fotos

2010-08-08_08-52-29_693_Salvador.jpg

LIVRO DE VISITA

Login






Esqueceu sua senha?
..: Igreja Batista Betânia de Stella Mares :..
A PÁSCOA PARA OS CRISTÃOS
Escrito por Miraciene Barreira Bessa Rodrigues   

 Retirado do site: http://pt.wikipedia.org/wiki/P%C3%A1scoa

 

Páscoa (do hebraico Pessach), significando passagem através do grego Πάσχα é um evento religioso cristão, normalmente considerado pelas igrejas ligadas a esta corrente religiosa como a maior e a mais importante festa do Cristianismo. Na Páscoa os cristãos celebram a Ressurreição de Jesus Cristo depois da sua morte por crucificação (ver Sexta-Feira Santa) que teria ocorrido nesta época do ano em 30 ou 33 dC. A Páscoa pode cair em uma data, entre 22 de março e 25 de abril. O termo pode referir-se também ao período do ano canônico que dura cerca de dois meses, desde o domingo de Páscoa até ao Pentecostes.

Origem do nome páscoa

Os eventos da Páscoa teriam ocorrido durante o Pesa, data em que os judeus comemoram a libertação e fuga de seu povo escravizado no Egito.

A palavra Páscoa advém, exatamente do nome em hebraico da festa judaica à qual a Páscoa cristã está intimamente ligada, não só pelo sentido simbólico de “passagem”, comum às celebrações pagãs (passagem do inverno para a primavera) e judaicas (da escravatura no Egito para a liberdade na Terra prometida), mas também pela posição da Páscoa no calendário, segundo os cálculos que se indicam a seguir.

Atualizado em ( 16-Abr-2014 )
Leia mais...
 
MARCO CIVIL DA INTERNET APROVADO
Escrito por MIRACIENE   

Prezados Irmãos e Irmãs em Cristo, porque o homem de Deus precisa ser informado do que passa ao seu redor, e, considerando que a Internet é uma realidade que não tem volta, trazemos para vocês as considerações atuais a respeito da Lei que regula o uso desta importante ferramenta de comunicação. Veja o artigo que segue:

 

Marco Civil aprovado: dia histórico para a liberdade de expressão

Câmara aprova texto que contraria interesses poderosos, garante direitos aos internautas e trata a comunicação como direito fundamental, e não uma mercadoria.  

Por Pedro Ekman e Bia Barbosa*

Guardem o dia 25 de março de 2014 na memória. Este dia será lembrado como o dia do Marco Civil da Internet em todo o mundo. Neste dia, a Câmara dos Deputados aprovou um projeto de lei que tem todas as características de um projeto impossível de ser aprovado numa Casa como essa. A principal delas: o fato de contrariar interesses econômicos poderosos ao garantir direitos dos cidadãos e cidadãs. O Marco Civil da Internet aprovado aponta claramente para o tratamento da comunicação como um direito fundamental e não apenas como um negócio comercial. Trata-se de algo inédito na história brasileira, que só foi possível por um conjunto de fatores.

Em primeiro lugar, a intensa participação e mobilizações de organizações da sociedade civil e ativistas da liberdade na internet, que estiveram envolvidos com o Marco Civil desde sua primeira redação até a vitória obtida nesta terça-feira na Câmara. O fato de ser um texto elaborado com ampla participação popular garantiu ao Marco Civil uma legitimidade conferida a poucas matérias que tramitam pelo Congresso Nacional.

Em segundo lugar, o relatório substitutivo do texto ficou a cargo do deputado Alessandro Molon (PT/RJ), que se mostrou um persistente articulador e negociador, ouvindo os mais diferentes interesses em jogo e buscando acomodá-los sem comprometer os três pilares centrais do texto: a neutralidade de rede, a liberdade de expressão e a privacidade dos usuários.

Em terceiro, o governo, que já se mostrava adepto do Marco Civil, comprou a briga em sua defesa após as denúncias de espionagem da Presidenta Dilma feitas por Eduard Snowden. Sem isso, talvez o Marco Civil da internet não tivesse sido colocado em urgência constitucional na Câmara, e poderia estar ainda na longa fila de projetos estratégicos para o país à espera de entrada na pauta do plenário.

 

 

Leia mais...
 
HISTÓRICO DO DIA INTERNACIONAL DA MULHER
Escrito por MIRACIENE   

Prezadas Irmãs em Cristo, de todas as denominações Cristãs. É importante assinalar o acontecimento que deu ensejo à fixação da data do dia 8 de março como o “ Dia Internacional da Mulher”.  Principalmente nos tempos atuais aonde as mulheres vêm sendo praticamente “exterminadas”, por seus maridos, companheiros, namorados...

Estes que se arvoram no direito de matar a mulher porque ela não mais o quer em sua companhia, pelas razões no mais das vezes as mais diversas, mormente pela violência com que eles tratam suas mulheres.

Por evidente, há muitos homens bons, excelentes companheiros, dedicados maridos, sensíveis namorados... Graças a Deus ainda são a regra, a exceção são os outros, os sem respeito à vida humana, mas, eu diria, àquele que não têm Deus no coração, que não se regenerou na pessoa de Jesus Cristo. Este não têm temor das Leis terrenas, haja vista que nem das Leis de Deus estas criaturas temem, por isso continuam assassinando as mulheres que, incautas, caem em suas graças.

Como mulher que crê em Deus como seu Salvador, deixo um conselho: conversemos mais com nossos filhos, incutemos em seus pequenos corações o respeito à vida e, mais que isso, ensinemos a eles o amor de Deus, para que também possam amar sem restrições e sem amarras, sem o sentimento de propriedade que tem levado a este quadro que ora se nos apresenta. Segue a história que antecedeu à fixação do “Dia Internacional da Mulher’:

Atualizado em ( 13-Mar-2014 )
Leia mais...
 
<< Início < Anterior | 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 | Seguinte > Final >>

Resultados 1 - 4 de 50
Webmedie.dk Webdesign Joomla CMS Hjemmeside